Pecuária Positiva > Confinamento

O cenário de confinamento
em 2017

Enfim, passamos pelo difícil ano de 2016. Foi um ano, com certeza, de muito aprendizado. Não só para a pecuária, mas para vários setores da economia.

Ano de preço de milho alto, reposição cara e uma precificação do boi gordo não compatível com os custos de produção. Sim, foi um ano difícil, principalmente para os confinadores que apostaram no mercado físico para negociação do boi gordo.

A boa notícia é que, como diz o ditado, depois da tempestade vem a bonança. O céu está abrindo e, apesar de o mercado do boi gordo ainda estar em baixa, os insumos e a reposição já permitem trabalhar com margem satisfatória no cenário atual. Mesmo sem considerar a previsão dos especialistas de baixa no preço da saca de milho para a safrinha, o custo de produção está bem mais atrativo, tornando viável e lucrativo o confinamento para 2017.

Abaixo, trabalhamos com duas simulações de cenário atual para o Estado de São Paulo. Uma dieta tradicional, com volumoso e uma dieta de grão inteiro. Os custos considerados de insumos e do boi gordo são os custos de negociação para hoje no Estado. Não foram inseridos os gastos com aquisição do boi magro, já que os valores observados nas negociações atuais são os mesmos valores de venda da arroba do boi gordo. Sendo assim, os resultados são da operação do confinamento.

Podemos observar que mesmo o confinamento com grão inteiro, que apresenta lucratividade menor, a rentabilidade da operação é satisfatória. Na dieta tradicional, o cenário fica ainda mais atraente com lucro de R$184,52 por animal.

Estamos otimistas para 2017. Acreditamos num mercado mais rentável e promissor para esse ano. Segundo especialistas de mercado, teremos redução no preço da saca de milho nos próximos meses. Caso essa previsão se confirme, e a arroba do boi gordo mantenha o mesmo valor ou, num cenário mais otimista, venha a subir, a operação tornará ainda mais lucrativa.

Dieta Tradicional

confinamento-tabela

 

Amanda Oliveira
Coordenadora de Confinamento da Premix
amanda.oliveira@premix.com.br

 

 
 

bt-menu-confinamentobt-menu-cria
bt-menu-recriabt-menu-leite